sábado, 30 de abril de 2016

Entrevista: Miguel Noronha

Depois de «Mais um Dia», o realizador Miguel Noronha está de regresso com um novo filme, de seu nome «Ambição», que pode ser visto no YouTube. Hoje é o protagonista desta entrevista no SobreTudo.

1. Quem é o Miguel Noronha?
O Miguel Noronha é um rapaz cheio de sonhos. Cheio de energia. Com vontade de fazer tantas, mas tantas coisas... Muito perfecionista também.

2. Como nasceu a sua paixão pelo cinema e pela realização?
Nasceu comigo. Não tenho outra explicação (risos).

3. «Mais um Dia» foi o seu primeiro trabalho como realizador, mas também como o mau da fita. Que balanço faz deste projeto? Que reações recebeu?
Não foi o meu primeiro trabalho como realizador, mas sim o meu primeiro trabalho que coloquei online. Já fiz nove telefilmes, e os dois últimos online. Digamos que os restantes, foi o meu início. Organizava os meus irmãos mais novos e os amigos deles e fazia mini telefilmes. O balanço que faço do «Mais um Dia» é muito positivo. Não só porque foi o meu primeiro projeto com adolescentes, como o primeiro projeto a ser gravado para ser publicado online. O elenco era formidável, ajudavam-os-nos uns aos outros, enquanto atores, e eles a mim enquanto realizador. Adorei fazer o Rodrigo, e confesso que tenho muitas saudades dele. Vá se lá saber onde ele anda... (risos)!

4. Acha que a plataforma YouTube foi uma boa escolha para divulgar o seu trabalho?
Sim. Acho que hoje em dia, todos acedem ao Youtube com uma facilidade incrível. Gosto muito e sinto que mais tarde, dará cartas. Com o tempo tudo se conquista. 

5. Recentemente, lançou o «Ambição», um filme que chegou a uma sala de cinema. Sentiu que seria o seu primeiro passo no mercado cinematográfico?
Senti-me feliz, senti-me realizado e senti-me ainda com vontade de fazer mais e mais, mas senti um alívio ao mesmo tempo. Depois de tanto trabalho, finalmente, estava ali, o produto final! Senti que estava a dar os primeiros passados de muitos, confesso.  

6. Para quem ainda não viu, fale-nos sobre o «Ambição».
«Ambição» retrata os problemas que nos deparamos no nosso dia-a-dia como o alcoolismo, a violência doméstica, o cancro, a depressão, violação... Fala também de duas mulheres, que contam duas versões de uma mesma história, mas qual delas está a dizer a verdade? Mistério, romance, comédia, suspense e muito drama, é o que contém esta história.

7. Para além de realizador, o Miguel já frequentou workshops de representação e escreveu histórias para blogs. Qual das atividades mais gosta de desempenhar?
Gosto das duas. Workshops porque sempre estou a aprender. E escrever é, sem dúvida, uma das minhas grandes paixões. 

8. Se fosse vencedor de um Globo de Ouro para Melhor Realizador, como seria o seu discurso?

Sou muito espontâneo. Tenho a certeza que o discurso aconteceria consoante o momento e o sentimento.

9. Já está a preparar o seu próximo projeto?
É segredo... Mas posso dizer que sim... É a primeira vez, que preparo um projeto, após terminar o outro, embora já tenha escrito o «Ambição» no verão passado, mas estou muito empolgado! O novo projeto está como uma gravidez. Está nas suas primeiras semanas, mas já se vê qualquer coisinha... Vocês nem sabem o que aí vem! Estejam atentos!

Sem comentários:

Enviar um comentário