terça-feira, 12 de abril de 2016

Morreu o ator Francisco Nicholson (1938-2016)

O ator português Francisco Nicholson faleceu na manhã desta terça-feira, dia 12 de abril, aos 77 anos de idade, no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, na sequência de complicações decorrentes de um transplante hepático.
Nascido em Lisboa a 26 de junho de 1938, no seio de uma família ligada às artes, Francisco António de Vasconcelos Nicholson começou a fazer teatro com 14 anos, no antigo Liceu Camões, dirigido pelo encenador e poeta António Manuel Couto Viana.
Estreou-se profissionalmente, como ator e autor, com a peça infantil «Mentiroso Até Mais Não», no Teatro do Gerifalto. A convite de Raul Solnado, inaugurou o Teatro Villaret integrando o elenco de «O Inspector Geral», de Nicolau Gogol, durante mais de dois anos.  Já no Teatro ABC popularizou-se com o teatro de revista com «O Gesto é Tudo», ao lado de Eugénio Salvador, Ivone Silva, Manuela Maria ou Camilo de Oliveira.
Na televisão, o público conhece-o em «Riso e Ritmo», em 1964, programa em que foi autor, ator e produtor, com Armando Cortez e José Mensurado. Foi responsável pela primeira telenovela portuguesa «Vila Faia», onde deu vida a Serôdio. «Origens», «Os Lobos», «Ganância» ou «O Olhar da Serpente» fazem parte do seu currículo de autor de novelas.
Era pai da atriz Sofia Nicholson, fruto do seu casamento com Colette Liliane Dubois. Casou pela segunda vez com a bailarina e atriz Magda Cardoso, de quem não teve filhos.

Sem comentários:

Enviar um comentário