sexta-feira, 17 de março de 2017

Caso «Morangos com Açúcar» estudado nos EUA

Em maio de 2006, a série «Morangos com Açúcar» foi a causa encontrada pelos médicos para as centenas de casos de jovens com erupções cutâneas, tonturas e dificuldade em respirar. Umas semanas anteriores, as personagens da trama da TVI tinham sofrido de uma doença com sintomas semelhantes.
Quase onze anos depois, o fenómeno foi analisado e estudado pela revista científica do Smithsonian Institution, localizado em Washington, nos EUA: «O surto de Morangos com Açúcar é apenas um exemplo de histeria em massa que remonta a séculos», pode ler-se.
«A histeria em massa é como uma inversão do efeito placebo. As pessoas podem literalmente ficar doentes com nada mais do que uma ideia», explica o sociólogo Robert Bartholomew. Para o neurologista E. Steve Roach, «o caso de Strawberries With Sugar é especialmente interessante porque, ao contrário do que normalmente acontece nestes casos, não foi a televisão a propagar a ideia de um vírus a partir de um caso existente, divulgado nas notícias por exemplo. Foi um caso ficcional a espoletar a ideia».

Sem comentários:

Enviar um comentário