quinta-feira, 24 de novembro de 2016

As Estrelas Esquecidas #6: Licínio França, ator e cantor português

Bem-vindos à sexta edição da rubrica 'As Estrelas Esquecidas'! A estrela de hoje é o ator e cantor português Licínio França.
Nascido em Lisboa a 17 de outubro de 1953, Licínio Conceição de Miranda França iniciou a sua carreira artística, em 1974, como autor-compositor do seu primeiro single. Mais tarde, participou no Festival do Illiabum, em Ílhavo, com o conjunto Improviso e fez várias digressões ao Luxemburgo, França, Estados Unidos e Canadá com Noémia Costa, atual ex-companheira, com quem formava um duo.
Após o sucesso na música, Licínio estreou-se como ator em 1983 no musical «Annie», no Teatro Maria Matos, ao lado de Armando Cortez, Carlos Quintas, Maria João Abreu e Nicolau Breyner. Em 1988 surge na televisão com as séries «Eu Show Nico», «7º Direito» e «Os Homens da Segurança» e na telenovela «Passerelle», todas da RTP.
No ano seguinte, foi vencedor da terceira edição do Festival da Canção de Lisboa, como autor-compositor e intérprete conjuntamente com Noémia Costa. Em 1994, lançou o seu CD «África Minha Paixão». Paralelamente, continuava presença assídua no pequeno ecrã, nos três canais generalistas, destacando-se a telenovela da TVI «Filha do Mar», onde deu vida a Evaristo.
Em 2005, os convites para televisão começaram a escassear e acabou por lançar o seu segundo CD «Eterno Apaixonado», dois anos depois. O seu último trabalho viria a ser a telenovela «Flor do Mar», da TVI, em 2009.
A última aparição pública de Licínio França foi em maio de 2010, aquando da sua presença como convidado do programa «Companhia das Manhãs», da SIC, onde assumiu dificuldades financeiras devido à falta de trabalho e revelou que vivia num quarto da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Sem comentários:

Enviar um comentário